Homus de Beterraba com Tahine Caseiro

cam00120.jpg

Amo comida árabe e sou fascinada por receitas vegetarianas e veganas. Não é a toa que fui vegetariana por bastante tempo. Primeiro quando criança, pois meus pais seguiram a dieta ovolactovegetariana por uns 10 anos, durante grande parte da minha infância e começo da minha adolescência. Pra falar a verdade, me sentia excluída na época, pois naquele tempo o vegetarianismo não estava tão em voga, então as pessoas estranhavam muito uma família que não comia carne. Os adultos achavam que eu e meus irmãos passávamos privações e tentavam nos dar alimentos com carne escondidos quando íamos às festinhas. Minha avó tentava dar carne escondida da minha mãe quando vínhamos visitá-la em São Paulo (Sou carioca e me mudei para São Paulo há quase 10 anos). Em uma festinha da escola na segunda série, uma professora tentou fazer com que eu comesse uma empadinha de camarão, mentindo que não tinha carne. E olha que éramos ovolactovegetarianos, imagina se fossemos veganos! Na época achava bem chato, mas hoje eu vejo o absurdo disso. Imagina se quando for mãe e a opção alimentar que eu achar adequada não for respeitada pela minha família ou escola dos meus filhos?

Quando eu tinha mais ou menos uns 13 anos, minha família reintroduziu o peixe, e aos poucos foi voltando à alimentação convencional. Aos 16 anos eu resolvi voltar ao vegetarianismo, dessa vez por conta própria, e assim permaneci por mais uns 7 anos, quando também voltei a comer carne. Ainda assim, acho que comer carne todos os dias não me faz bem, não me sinto 100% saudável com esse tipo de dieta, de forma que tento evitar comer pelo menos durante a semana. Sabe aquela campanha da Segunda Sem Carne que incentiva que as pessoas troquem a carne pelos vegetais pelo menos 1 vez por semana? Então, aqui em casa acontece o contrário.

Queria testar essa receita de homus de há bastante tempo. Já havia feito a receita convencional, somente com grão de bico, mas queria diversificar as cores das minhas refeições. Fiz como uma pastinha para comer com pão de espinafre no café da manhã, mas o rendimento foi tanto, que consegui 1 pote de 250 ml, mais dois potes de 400 ml. Estes últimos foram congelados para comer posteriormente. Um deles usei como molho para espaghetti, e deu super certo!

cam00132.jpg

 Homus de Beterraba

Na Véspera, lave 250g de grão de bico em água corrente. Coloque em uma tigela e complete com água, até que ela fique 2 dedos acima dos grãos. Deixe de molho por no mínimo 8 horas (o ideal seriam 24 horas), trocando a água do remolho umas 2 vezes

Coloque 3 ou 4 beterrabas já descascadas em uma assadeira. Tempere com sal, pimenta do reino, vinagre balsâmico e azeite. Cubra com papel alumínio, deixando o lado brilhante virado para baixo. Asse por aproximadamente 35 minutos em forno a 180 graus. Em uma panela de pressão, despeje o grão de bico sem a água do remolho (esta você joga fora, pois está cheia de substâncias antinutricionais que leguminosas liberam ao passar pelo processo de remolho. Essas substâncias impedem a absorção do ferro presente nas leguminosas). Leve a panela de pressão ao fogo e quando ela começar a apitar, conte 30 minutos.

Enquanto a beterraba assa e o grão de bico cozinha, prepare o tahini: Aqueça uma frigideira e acrescente 1/2 xícara de gergelim dourado. Vá torrando e mexendo até adquirir uma cor dourada (cuidado para não deixar queimar e amargar a receita). Espere amornar, coloque no processador de alimentos e bata em potência máxima por uns 10 minutos, ou até que vire uma pasta lisa ( paro aqui para confessar que o meu não ficou tão lisinho assim pq faltou paciência para bater mais um pouco, mas ficou ainda assim delicioso). O gergelim vai soltar um aroma maravilhoso durante o processo. Quando estiver em ponto de pasta, acrescente azeite de oliva. Guarde em um vidro com tampa na geladeira por até 1 mês. Essa receita rendeu umas 5 colheres de sopa e utilizei 3 para a receita de homus.

Volte para o homus: Com cuidado para não ser golpeado(a) pelo vapor que se formará no cozimento das beterrabas, retire o papel alumínio e se delicie com o aroma maravilhoso que vai tomar a cozinha e espete com uma faca para saber se está macio ( a faca deve perfurar a beterraba sem resistência, se houver resistência, cubra novamente e volte a assadeira para o forno). Desligue o fogo do cozimento do grão de bico e deixe a pressão da panela de pressão sair naturalmente. Quando terminar, abra a panela e verifique se o grão está macio ( se foi feito o processo de remolho, com meia hora ele deve estar. Se não foi feito, talvez precise de mais uns 10 minutinhos.

No processador de alimentos, bata o grão de bico até formar um patê. Acrescente 1 dente de alho, 3 colheres de sopa de tahine e o suco de 1 limão sal e pimenta a gosto. Vá acrescentando a beterraba aos poucos, e depois acrescente o azeite. Bata mais um pouco até virar uma pasta uniforme. Prove a pasta, veja se precisa de mais sal, pimenta ou suco de limão e está pronta para servir com torradas, pão pita, sanduíches e etc. Uma boa forma de servir é junto com coalhada seca, o que dá um ótimo contraste de cores e os sabores se casam perfeitamente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s